O Que é Que Eu Faço, Sophia ?

Todo Cuidado é Pouco


Quer Atingir Uma Sensacional Forma?

Nutrição clínica é a área da nutrição na qual são tratadas as inúmeras enfermidades (doenças) que acometem o ser humano, a partir da alimentação. A Nutrição clínica atua assim como prevenindo e tratando doenças por intermédio de uma alimentação balanceada e equilibrada de modo terapêutica no controle de patologias. O atendimento de nutrição clínica é executado pelo nutricionista a nível ambulatório (consultórios particulares ou públicos, clínicas, asilos, creches, spa's) ou hospitalar (enfermarias, bancos de leite humano, lactários). A Nutrição Clínica divide-se em muitas áreas tais como: Nutrição Materno-Infantil, Nutrição enteral e parenteral, Nutrição em Geriatria, Nutrição em Banco de Leite humano, Nutrição em Lactário e SPAs e Nutrição no pré e pós operatório.


Muitas são as enfermidades que devem de acompanhamento nutricional rigoroso pra evolução e evolução do quadro. Os grandes traumas como queimaduras e cirurgias bem como devem de atenção nutricional, uma vez que, esses pacientes correm o grande perigo de apresentarem desnutrição. No atendimento clínico o cliente/paciente é examinado individualmente onde são observados sua circunstância fisiopatológica, história clínica pregressa, atual e familiar (anamnese), estado nutricional, físico e bioquímico podendo desse jeito ser formulado o diagnóstico nutricional e conduta nutricional. O atendimento ambulatório em nutrição clínica geralmente visa o controle de peso, aconselhamento e educação nutricional para indivíduos sadios ou enfermos.


O Que Ingerir No momento em que é preciso Evitar O Potássio

O atendimento hospitalar em nutrição clínica visa o tratamento e recuperação de pessoas enfermas por meio da Terapia Nutricional. A dietoterapia (tratamento de lado a lado dos alimentos) é a ferramenta usada pelo nutricionista para a recuperação dos enfermos. A dieta hospitalar do paciente é prescrita pelo médico. Pra cada enfermidade existe uma prescrição dietoterápica especifica, cabe ao nutricionista fazer a seleção dos alimentos que comporão o cardápio, porque, este é o único profissional apto para essa finalidade. Desde os tempos remotos a humanidade neste instante utilizava os alimentos e ervas para fins medicinais, em razão de, ainda não existiam o que chamamos hoje de medicamentos.



  • Mamão amassado bem como é proveitoso pra hidratar calcanhares rachados ou ressecados
  • Diminuição do traço de câncer de intestino e de mama
  • 1 Banana pequena
  • Adicione uma pitada de pimenta caiena
  • 12 - Peru: Eleva o crescimento do músculo por conter glutamina e aminoácido
  • Economize tempo

A dietoterapia é uma ferramenta da saúde, e especialmente do profissional nutricionista, que utiliza dos alimentos (principalmente), para o tratamento e prevenção de enfermidades, levando ao corpo humano a comprar os nutrientes necessários pra bacana performance e saúde. Dieta Hiposódica: Dieta carente no eletrólito/mineral Sódio (Pela), presente em todos os alimentos, sobretudo em superior quantidade no Cloreto de Sódio (NaCl), o usual sal de cozinha.


É indicada para pacientes hipertensos, cardiopatas, com retenção de líquidos (edemas), dentre outros. Dieta Hipercalórica: Dieta rica em energia, que tem o intuito de precaver e cuidar principalmente a desnutrição. Dieta Hipocalórica: Visa o emagrecimento, é indicada nos casos de obesidade. Dieta Hipoproteíca: Dieta necessitado em proteínas, indicada para pra pacientes que com ingestão controlada de proteínas, como os portadores de insuficiência renal, cirrose hepática.


Dieta Hipolipídica: Dieta desprovido em gorduras, principalmente saturadas, indicada pra pacientes com hipercolesterolemia e obesos. Dieta Hiperlipídica: Dieta com uma boa fração de gorduras, principalmente de Triglicerídeos de Cadeia média (TCMs), geralmente indicada para tratamento de desnutrição dramático. Não é sempre que pode ser associada a hipercalórica, uma vez que, pode ser ajustada de acordo com as necessidades do paciente, focando apenas a maior oferta de gorduras de bacana qualidade. Dieta Normal: Comumente associada a dieta terapêutica livre, trata-se de uma refeição normal, indicada pra pacientes sem indicações dietoterápicas específicas. Dieta Branda: Nessa dieta encontramos alimentos mais cozidos, fibras abrandadas por cocção ou subdivisão; de consistência mais mole, normal em calorias e nutrientes; moderada em resíduos; acessível de se mastigar, deglutir e bem como digerir.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *